PRESENTE DE GREGO!




Lula, com o intuito de prestigiar seu time, forçou a barra e levou a abertura da COPA para o estádio do Corintians. 

Sem contar o empréstimo do BNDES previsto para o estádio, que deverá retornar aos cofres públicos, o investimento “a fundo perdido'' do poder público na arena ficará em algo entre R$ 500 milhões e R$ 600 milhões

O estádio, com as estruturas provisórias exigidas para receber a Copa, terá um custo que vai ultrapassar a casa do bilhão de reais. Sua principal fonte de recurso são créditos fiscais concedidos pela gestão passada da Prefeitura de São Paulo ao Corinthians. 

A Arena do Corintians, onde hoje acontece a abertura da Copa do Mundo, é o estádio privado com maior destinação de recursos públicos da Copa, já que há somente outras duas arenas privadas em construção, ou em reforma, (Arena da Baixada, do Atlético Paranaense, e Beira-Rio, do Internacional), e as duas juntas possuem orçamento total inferior a R$ 420 milhões. No entanto toda essa obra magnífica terá um alto custo de manutenção, e hoje o Corintians tem passado grande sufoco, com dificuldades para pagar seus jogadores.

Depois de tentar evitar falar sobre o assunto, o Corinthians enfim admitiu que tem dívidas no mercado. Em entrevista ao ESPN.com.br, no início do ano, o diretor de Finanças do clube, Raul Corrêa da Silva, revelou parte das pendências: entre elas, alguns meses dos direitos de imagem de Alexandre Pato, parcelas dos direitos econômicos de Ralf e pagamentos ao América-MG, sobre Rodriguinho, contratado em outubro de 2012. O valor total é de quase R$ 10 milhões.

A maior dificuldade para a diretoria alvinegra é ter de assumir que tem débitos depois de alguns anos de tranquilidade e de orgulho de sua saúde financeira. Agora fica a pergunta que não quer calar?

- Como o Corintians vai fazer a manutenção da Arena? Ou será que nós teremos, mais uma vez, que pagar a conta?

Esperar para ver!

MCNetto

12/06/2012